Sidebar

19
Sex, Ago
Terça, 11 Novembro 2014 11:49

Hospital Júlia Pinto Caldeira integra Programa CPFL de Revitalização de Hospitais Filantrópicos

Escrito por
O Hospital Municipal passa  a integrar o Programa CPFL de Revitalização de Hospitais Filantrópicos. O Hospital Municipal passa a integrar o Programa CPFL de Revitalização de Hospitais Filantrópicos. Foto: Lucivânia Castro

O Hospital Júlia Pinto Caldeira passou a integrar o Programa CPFL de Revitalização de Hospitais Filantrópicos, que é realizado em parceria com o Cealag (Centro de Estudos da Santa Casa de São Paulo), Fehosp (Federação dos Hospitais Filantrópicos de São Paulo), Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo e CQH (Compromisso pela Qualidade Hospitalar).

Cada edição do programa tem um tempo médio de duração de dois anos. Nesse período, a instituição terá uma consultoria direta dos técnicos do Cealag.

A proposta do programa é melhorar a qualidade dos serviços de saúde prestados à população, aplicando à gestão hospitalar os fundamentos e critérios de excelência sistematizados e difundidos pela Fundação Nacional da Qualidade (MEG-FNQ), que incluem estratégias e planos, gestão de pessoas, gestão do conhecimento, relação com a sociedade, relação com clientes, gestão por processos e resultados.

Em Bebedouro, as atividades, que devem ocorrer inicialmente uma vez por mês, tiveram início na sexta feira (07/11), durante um encontro no anfiteatro do hospital Julia Pinto Caldeira. O início das atividades contou com a presença do diretor do Departamento Municipal de Saúde, Eurico Medeiros Júnior, e do vice-diretor, Luiz Carlos Lorenze.

De acordo com a administradora hospitalar e consultora do Cealag, Leila Pinto, a proposta é aperfeiçoar a gestão do hospital.

“Esta implantação de hospital filantrópico tem o objetivo de melhorar o atendimento no hospital”, diz Leila.

Para o Consultor do Cealag, Waldemar Murakan, por meio do projeto será possível aperfeiçoar os procedimentos administrativos e o trabalho desenvolvido pelas equipes.

“O projeto busca capacitar as lideranças e melhorar do ponto de vista da gestão”, diz Murakan.


 

Lido 2978 vezes

Quantos online

Temos 289 visitantes e Nenhum membro online