Sidebar

19
Sex, Ago
Sexta, 05 Agosto 2022 14:34

Bebedouro ganha moderno Centro de Atendimento Transtorno do Espectro Autista (TEA) e CAPS Infantil

Escrito por

Cidade é uma das poucas do Brasil a contar com estes serviços gratuitos  

O Dia Nacional da Saúde foi comemorado com uma conquista histórica. A Prefeitura de Bebedouro entregou um amplo prédio para atender a saúde mental de crianças e adolescentes nesta sexta-feira (05/08). O Centro de Atenção Psicossocial Infantil (CAPSi) e o TEA (Centro de Atendimento Transtorno do Espectro Autista) vão atender as famílias na Rua Antônio Alves de Toledo, nº 886, no Centro. 

“Ouvi o grupo ‘Super Mães’ e entendi as necessidades das famílias. Já contávamos com o CAPSi, mas nosso sonho era criar um espaço com uma equipe multidisciplinar para acolher os autistas. Hoje, Bebedouro é uma das poucas cidades do Brasil que possui um Centro de Atendimento Transtorno do Espectro Autista. É uma vitória não apenas da prefeitura, mas de todas essas mães guerreiras. Bebedouro passa a ser uma cidade modelo para o Estado de São Paulo”, disse o prefeito Lucas Seren. 

A prefeitura irá oferecer vários serviços - acolhimento e orientação de pais, oficinas terapêuticas, psicoterapia, consulta com psiquiatra e terapia ocupacional. “Será um trabalho em parceria das secretarias de Saúde e Educação com todas as famílias. Esse é o grande pilar para cuidar das nossas crianças com amor e tratamento especializado. Juntos, temos a certeza que vamos oferecer um serviço de muita qualidade”, explica a secretária de Saúde, Silvéria Larêdo. 

O espaço terá atendimento com uma equipe multidisciplinar, com psicólogo, assistente social, enfermeiro, técnico de enfermagem, psiquiatra e terapeuta ocupacional, que contam com uma estrutura moderna - duas recepções, sala de enfermagem, sala da coordenação, consultórios individuais, sala de informática, salas de atendimentos de grupo, anfiteatro, espaço externo com parque, cozinha e área de serviço. 

CAPSi – Bebedouro já oferece atendimento a pacientes que sofrem de transtornos mentais severos e persistentes como psicoses, esquizofrenia, neuroses graves, depressão, síndrome do pânico, transtornos ansiosos, transtorno obsessivo-compulsivo, hiperatividade, transtorno bipolar e, a todos aqueles que, por sua condição psíquica, estão impossibilitados de manter ou estabelecer laços sociais. O atendimento acontecia no Hospital Municipal.

Lido 166 vezes

Quantos online

Temos 459 visitantes e Nenhum membro online