Quinta, 13 Setembro 2012 12:11

O Campo Limpo nas escolas de Bebedouro

Escrito por
“O Planeta Pede Socorro” – Peça é encenada para estudantes da rede pública de Bebedouro. (Foto: Divulgação/Coopercitrus)
“O Planeta Pede Socorro” – Peça é encenada para estudantes da rede pública de Bebedouro. (Foto: Divulgação/Coopercitrus)
 
Com o objetivo de despertar a consciência ambiental em crianças, de forma lúdica e descontraída, a Coopercitrus prolonga as atividades referentes ao Dia Nacional do Campo Limpo, ao levar a peça “O Planeta Pede Socorro” às escolas da rede pública de Bebedouro.

“O Planeta Pede Socorro” – Peça é encenada para estudantes da rede pública de Bebedouro. (Foto: Divulgação/Coopercitrus)
“O Planeta Pede Socorro” – Peça é encenada para estudantes da rede pública de Bebedouro. (Foto: Divulgação/Coopercitrus)

Com o objetivo de despertar a consciência ambiental em crianças, de forma lúdica e descontraída, a Coopercitrus prolonga as atividades referentes ao Dia Nacional do Campo Limpo, ao levar a peça “O Planeta Pede Socorro” às escolas da rede pública de Bebedouro.

Encenada pela ONG ArtSol (Arte e Solidariedade), os estudantes assistem à história de um vilão, Coração Gelado, que, com a ajuda de seu comparsa Malvado, quer dominar o planeta e todas as pessoas, espalhando maldade e destruição. No outro lado, está a Turma do Bem, composta por Doroth e Pedrinho, que, com o auxílio da Fada Boa do Sul, lutam contra os vilões, com sua maior arma: o amor pela natureza.

Com um belo figurino, boa atuação e muita disposição, os jovens da ONG ArtSol tem espalhado encantamento por onde passam. O Dia Nacional do Campo Limpo, uma iniciativa do inpEV, tem o apoio da Associação Nacional dos Distribuidores de Insumos Agrícolas e Veterinários (Andav) e da Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB). É realizado pelas Centrais de Recebimento de Embalagens Vazias das empresas associadas ao inpEV, como é o caso da Coopercitrus, que possui centrais em Bebedouro e Catanduva.

Programação

Quinta-feira (13/9), às 8h30 e às 13h, na escola Dr. Augusto Vieira, no Jd. Centenário.

Terça-feira (18/9), às 8h e às 13h, na escola Stélio Machado Loureiro, no Centro.

Dia 20 de setembro (uma quinta-feira), às 8h e às 13h, na escola Cel. Conrado Caldeira, no Centro.

Dia 26 de setembro (uma quarta-feira), às 7h30 e às 13h30, na escola João Pereira Pinho, no Jd. Tropical.

A peça já foi encenada nas escolas Orlando França de Carvalho e Octávio Guimarães de Toledo.






 
Lido 1979 vezes Última modificação em Quinta, 11 Abril 2013 13:45

Quantos online

Temos 647 visitantes e Nenhum membro online